Dança Pura?


Dança Pura?


A dança não é pura porque ela é em si uma força poderosa que faz girar a máquina que produz sentido e valor no mundo. Desse modo, Deleuze diz a respeito de Nietzsche, o filósofo é legislador-dançarino. Engendra desse modo a crítica de todos os valores estabelecidos, quer dizer, dos valores superiores à vida, e  cria novos valores, valores da vida que reclamam um outro princípio”.

Dançar é também legislar. O gesto dançado corta o espaço e reconfigura a partilha das significações e dos sentidos comuns.

Nesse sentido, não é surpreendente que a dança esteja sempre ligada ao poder: desde o Balé Clássico que surgiu na corte de Luis XIV quando o rei dançava sua autoridade fusional entre ele próprio e o estado, até as danças corais coreografadas por Laban para resgatar o espírito da comunidade que havia se perdido na modernidade.

CATEGORIA

Corpo do Pensamento

DATA